domingo, 14 de junho de 2009

Uma lenda viva


Rio das Ostras. A última noite de festival foi especial. O segundo show da programação foi do experiente John Hammond Jr, um dos últimos remanescentes do blues tradicional. Nossa, foi difícil crer que aquele senhor, que já tocou com os maiores nomes do blues e ajudou nas carreiras de Duane Allman, Jimi Hendrix, Eric Clapton e The Band, estava a alguns metros de mim .
Vê-lo em ação foi fazer uma volta aos anos 60, época do revival do blues, quando o estilo era uma verdadeira febre entre os jovens que buscavam uma música vinda do coração e com bases no folk. Sua forma de tocar é uma aula aos guitarristas que pretendem ter uma pegada raiz. O seu estilo de cantar é outro caso a parte: o grito, marca registrada dos escravos que criaram o blues, seguido de uma frase mais “calma” e melódica.
Apenas o Rio das Ostras Jazz & Blues Festival proporciona essa oportunidade. Ver uma lenda da música norte-americana como o Sr. Hammond é um privilégio para poucos. Agradeço a Deus por ver um dos últimos ainda vivos a tocar o verdadeiro blues.
A noite ainda contou com shows do Bad Plus e Spyro Gyra, diga-se de passagem, bons shows. Entretanto, durante a primeira apresentação eu estava muito ansioso para ver Hammond e no encerramento estava completamente desnorteado após a fantástica atuação do bluesman.
Essa sétima edição do festival, de fato, mudou a minha vida. Agora, é esperar 2010 chegar!

Nenhum comentário: