sexta-feira, 12 de junho de 2009

Olha a chuva! Mas, quem se importa?


Rio das Ostras. A abertura da segunda noite do evento reservou gratas emoções, com um show que ficou por conta do gaitista Jefferson Gonçalves. Em uma apresentação matadora, o carioca que flerta com ritmos nordestinos mostrou que a sua música amadurece a cada dia.
O repertório, composto majoritariamente por canções do seu trabalho mais recente - Ar Puro (Blues Times Records) – levou os expectadores a loucura com o seu “blues arretado” e fez com que boa parte dos presentes dançassem ao som de Baião para Jú. Após, a banda executou 500 miles e um cover fantástico de Bob Dylan, All Along The Watchtower.
Ainda houve espaço para uma participação inusitada em Wild girl blue. Um baixista de apenas 13 anos, menor que o próprio instrumento. Michael Pipoquinha provou que tem um enorme talento, apesar da pouca idade (e tamanho).
Entretanto, o concerto guardou a maior surpresa para o final. Ao começar a saidera, Melow down easy, desabou uma tempestade.O que, teoricamente, espantaria as pessoas serviu para deixar o clima em “ebulição”. Durante uma grande medley com citações de diversas composições regionais, caso de Asa branca, o público dançou, cantou, pulou, enfim, se divertiu embalado com boa música. Nossa, e ainda restam mais três dias!

Foto: Cezar Fernandes

Um comentário:

Sergio disse...

Fala Ugo, tudo na paz ? Estava lá debaixo da chuva,(e que chuva !) e assino embaixo, que showzaço do Jefferson ! Ele está a cada dia melhor, sua mistura de Blues e sons nordestinos é fantástica e o show foi arrasador, especialmente All Along...

Pena quw voltei sábado e não deu pra ver o John Hammond e o Spyro Gyra, mas valeu a pena ir para ver o Coco Montoya e o Jefferson, sem falar na Big Time Orchestra.

Abração !