terça-feira, 29 de abril de 2008

Big Gilson e Johnny Winter


O bluesman Big Gilson encerrou essa semana sua segunda turnê pelos Estados Unidos e Canadá. Seria mais uma, dentre tantas realizadas, em sua longa carreira se não fosse por um show específico. O guitarrista teve a honra de abrir um show, no Canadá, de Johnny Winter, o gênio do blues-rock. “Foi um dos momentos mais felizes da minha vida. Ele foi um dos motivos para que eu escolhesse a música.”, revela Gilson, que ainda teve o privilégio de ser recebido no trailer do ídolo.

O brasileiro tocou com uma banda de apoio chamada Diesel Dog, um grupo de jam rock que recebeu bons elogios do bluesman: “Não conhecia esse tipo de banda. Gostei deles pois são roqueiros que tocam blues. Não gosto quando são blueseiros tocando rock.”. O único lamento foi o fato de ele não ter tocado as canções do seu último CD, Chrysalis, devido a falta de tempo para os ensaios: “Toquei um repertório com minhas composições antigas e releituras de clássicos do blues.” – conta ele.

Big Gilson, que fez uma excurssão pouco antes pela Inglaterra, explica que ainda tocaria na Espanha: “Fui forçado a cancelar a turnê por esse país, pois a chance de abrir para o Winter é única.”. Porém, os europeus poderão escutar suas blue notes em Agosto e Setembro. A passagem pela Europa também marcará um outro feito: abrir um show do The Animals com Steve Cropper.

Além de detalhar sua próxima digressão, ele revela, em primeira mão, que até junho lançará seu próximo trabalho, provavelmente entitulado de Sentenced to living. “Acredito que este disco seja o mais pesado. O ouvinte escutará algo novo, diferente de tudo que já gravei antes.” – confidencia.

O brasileiro e sua guitarra, devidamente assinada por Johnny Winter, estão fazendo história. Big Gilson realizou um sonho. E o blues nacional agradece por mais essa mostra de qualidade.


Foto: Ugo Medeiros

Nenhum comentário: